Inbound Marketing: 5 motivos para apostar nessa estratégia

22/11/2017   Carolina Gobatto | | Gostou?
     0
inbound

Os cidadãos digitais estão por toda parte! Segundo pesquisa realizada pela Anatel, o Brasil, por exemplo, tem mais celulares ativos do que habitantes. Com essa estatística fica até difícil imaginar como era a vida sem dispositivos móveis, acesso às redes sociais, e-mail entre outras funcionalidades presentes em nosso dia a dia.

A mudança na forma de consumir conteúdo também transformou os negócios. Fyers, outdoors e telemarketing já foram estratégias efetivas, mas agora, chamar a atenção das pessoas com o marketing tradicional está cada vez mais difícil. Uma alternativa para sair da emboscada e voltar a atrair clientes é a implementação do inbound marketing. A estratégia vem ganhando adeptos, e diversas empresas, do mais variados segmentos e tamanhos, já puderam experimentar o crescimento!

Estreitar laços para depois realizar uma oferta, é uma das premissas do novo modelo. A relação do inbound marketing com o novo consumidor é permissiva, por isso sua popularidade atravessou fronteiras e chegou até nós.

Confira agora 5 motivos para implementar essa estratégia. Vamos nessa?

1.Melhora sua visibilidade perante seu potencial cliente

Com que frequência você recorre às páginas amarelas quando precisa de alguma informação? Você ainda tem sequer uma em casa? Pois bem, aqui vai uma informação de peso: o ano de 2015 totalizou 106 milhões de pedidos no e-commerce! A cada dia mais e novas compras são realizadas pela internet, e tudo começa com a pesquisa no mecanismo de busca. Isso prova a importância de estar presente não só na internet, mas no Google.

E o que isso tem a ver com o inbound marketing?

Antigamente, a divulgação e visibilidade ficavam restritas a marcas com maiores recursos financeiros. Mas as tecnologias de busca e as principais redes sociais democratizaram o acesso para as pequenas e médias empresas. Hoje, qualquer um pode chegar ao topo. Como? Presença, conteúdo e SEO

  •       Lição 1: “se sua empresa não está online, ela não existe”
  •       Lição 2: se você não gera valor, que diferença faz?

A internet é um grande meeting point entre amigos, empresas e clientes. Se você não estiver presente, como poderá cruzar caminho e participar da conversa? Você pode fazer isso por meio de um blog ou por suas páginas nas mídias sociais.

Embora extremamente importante, isso por si só ainda não é o suficiente. Você precisa despertar interesse através de conteúdo relevante, ou não te darão bola! Saiba dialogar, fale sobre o que seu cliente realmente deseja saber.

O que quero dizer com isso é que o marketing de conteúdo é um dos pilares de sustentação do Inbound. Trabalhar com a otimização de conteúdos por meio de palavras-chave, permite que a sua empresa apareça nas buscas orgânicas mais facilmente, fazendo com que um lead conheça o seu negócio

inbound

2.Permite identificar e conhecer melhor a sua persona

Para você que está chegando agora e ainda não se familiarizou com alguns termos do marketing digital, aqui está uma breve explicação do que é uma persona: a persona é um perfil semi ficcional que representa o cliente ideal da sua empresa. Ela é criada para compreender o que seu cliente necessita e como sua empresa pode ajudá-lo.

Conhecer a sua audiência permite que você crie táticas e conteúdos que vão de acordo aos seus interesses. O comportamento de sua persona também pode revelar insights interessantes sobre melhores formatos de compartilhamento dos conteúdos produzidos. Se o engajamento é maior com vídeos, porque não investir em uma plataforma para web conferência (webinar) ou em novos equipamentos como uma câmera e um microfone melhores?

Além de economizar tempo e dinheiro atingindo um público realmente propenso a ouvir e comprar de você, seu produto ganha muito mais valor e fica até mais fácil conquistar novos clientes com o mesmo perfil!

pexels-photo-567633

3.Possibilita o desenvolvimento de um relacionamento consistente

A terceira etapa do funil de vendas do inbound marketing consiste no relacionamento, e cumpre papel importante na criação de vínculo entre consumidor e empresa. Tudo o que sua empresa faz pelo consumidor, importa. Isso porque afeta ou influencia de alguma maneira na decisão de compra. Portanto, certifique-se de que suas ações agem ao seu favor.

Firme-se como autoridade em seu segmento, faça com que sua audiência confie no que você diz e produz. Se ele comprar seu discurso e apoiar sua verdade, você não terá conquistado apenas um cliente, mas um evangelizador de marca, que é o melhor tipo de cliente que a sua empresa pode ter. Ele é apaixonado pela sua marca, está por dentro de todas as novidades, mal pode esperar por um lançamento seu e ainda está disposto a te defender com unhas e dentes. Veja a legião dos fanáticos por seus times de futebol ou os eternos namorados da apple, eles são verdadeiras personificações de sua marca!

inbound

 

4.Demanda menor investimento comparado ao marketing tradicional

Dados da Hubspot apontam que investir em inbound marketing custa 62% menos do que o Marketing Tradicional ou Outbound Marketing.

Ainda que se tenha custo com ferramentas de automação de marketing, contratação de profissionais ou agência de inbound marketing, eles ainda são consideravelmente mais baixos quando comparados a investimentos em mídias como jornais, rádios, TV e outdoor. Sem contar que o alcance pela rede é muito maior, podendo ser inclusive mais segmentado e cada vez mais direcionado.

Outro fator importante é que você economiza tempo e dinheiro deixando de lado estratégias que não trazem resultados, substituindo por outras mais eficazes. Isso é possível porque os dados podem ser mensurados em tempo real, e esse é um grande diferencial competitivo!

pexels-photo-590022

5.Por que não existem motivos para não fazê-lo!

Você tem uma ferramenta poderosíssima totalmente disponível! Uma oportunidade de se relacionar de maneira diferenciada com seu potencial cliente, engaja-lo e conquistá-lo. Uma maneira de aumentar sua produtividade ao gerar Leads qualificados e com máximo potencial de compra. Uma maneira de economizar e ainda assim obter resultados cada vez melhores. E, por fim, uma maneira de não ser mais um nesse mar de empresas!

 

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestGoogle+Email to someone

Carolina Gobatto

Deixe um comentário!